Crise na Nova Caledônia, território francês, causa novo desgaste ao presidente Emmanuel Macron

crise na nova caledônia, território francês, causa novo desgaste ao presidente emmanuel macron

Crise na Nova Caledônia, território francês, causa novo desgaste ao presidente Emmanuel Macron

Os distúrbios violentos que atingem o arquipélago francês da Nova Caledônia, no oceano Pacífico, provocados pela aprovação de uma reforma constitucional que amplia o número de eleitores no território e é contestada pelos nativos pró-independência das ilhas, desgasta o presidente Emmanuel Macron. O líder francês é criticado por insistir em estabelecer uma relação de força para obter o que quer – o que acaba por atiçar a violência.

Mais uma vez, Macron é acusado de passar uma reforma à força. Neste caso, a postura é vista por parte dos críticos como neocolonialista, ao não negociar suficientemente com os nativos canaques que ainda lutam pela independência da Nova Caledônia, apesar do projeto de autodeterminação ter sido rejeitado em três plebiscitos realizados desde 2018, no território ultramarino.

O jornal Le Monde explica a queda-de-braço imposta pelo presidente aos independentistas. A reforma constitucional dá direito a voto nas eleições locais para 25 mil eleitores adicionais que residem na ilha há mais de dez anos. O texto já foi aprovado pelo Parlamento em Paris, mas depende de mais uma votação do Congresso em junho.

Duas forças políticas locais, os canaques pró-independência e a Frente Socialista de Libertação Nacional (FLNKS), querem a retirada do texto, “a fim de preservar as condições para a obtenção de um acordo político global entre as autoridades da Nova Caledônia e o Estado francês”.

Em dois anos de negociações, o governo tentou aprovar um novo estatuto para o território, mas fracassou em obter um consenso. Agora, Macron sinaliza aos independentistas: ou aceitam um novo estatuto, ou a reforma já aprovada por deputados e senadores será submetida à votação no Congresso em junho. As forças pró-independência serão minoria nas decisões futuras.

Paris envia reforços de segurança

Em três dias, cinco pessoas morreram no território, inclusive um policial de 22 anos que foi baleado na cabeça e um soldado de 45 anos morto na manhã desta quinta. O comércio foi saqueado, casas foram incendiadas, a paisagem é de destruição na capital Noumea, com os habitantes construindo barricadas para se proteger.

De acordo com o Ministério do Interior, o soldado que morreu nesta quinta-feira foi vítima de um disparo acidental quando saía para o trabalho. As outras vítimas são dois homens de 20 e 36 anos e uma adolescente de 17 anos.

A situação “continua muito tensa” no território, segundo o primeiro-ministro Gabriel Attal. Após uma nova reunião do Conselho de Defesa presidida por Macron, Attal anunciou o envio de 1.000 agentes de segurança adicionais para Noumea, a fim de reforçar o contingente de 1.700 homens que já estão no território. O exército também foi destacado para “proteger” os portos e aeroportos do arquipélago.

Em seu editorial, o jornal Libération lembra que há 40 anos, uma guerra civil na Nova Caledônia matou 19 canaques que lutavam pela independência e seis militares. Na avaliação do jornal progressista, ao aprovar essa reforma eleitoral com o apoio da direita e da extrema direita, Macron empurrou a Nova Caledônia para um caos que obrigou o governo a decretar estado de emergência.

O contexto é agravado pelo fato de ser um território com grande número de armas em circulação: são 76 mil registradas oficialmente, para uma população de 270 mil habitantes. Por questões culturais, a população local aprecia a caça e mantém espingardas em casa. Mas em um momento de tensão e divisão da sociedade, uma arma na mão pode agravar a violência.

Segundo o Libération e vários outros editorialistas, o fato de que três referendos de autodeterminação tenham confirmado o desejo da maioria dos neocaledônios de permanecer sob a administração do Estado francês não dispensa o governo de buscar uma solução pacífica e inclusiva para todos os habitantes do arquipélago.

Ingerência do Azerbaijão

O ministro francês do Interior e dos Territórios Ultramarinos, Gérald Darmanin, acusou hoje o governo do Azerbaijão, aliado da Rússia, de ingerência na crise da Nova Caledônia. O Azerbaijão, que critica a França pelo seu apoio à Armênia num conflito fronteiriço na Ásia Central, firmou um memorando de cooperação com o Congresso da Nova Caledônia e convidou os independentistas dessas ilhas, assim como ativistas pró-independência da Martinica, Guiana Francesa e Polinésia Francesa, a visitar a capital Baku no ano passado.

Desta conferência nasceu o “Grupo de Iniciativa de Baku”, que visa apoiar “os movimentos de libertação franceses e anticolonialistas”. O ministro também justificou a necessidade de manter a rede social Tik Tok proibida na Nova Caledônia pela grande publicação de vídeos incentivando saques e outros tipos de violência nas ilhas.

OTHER NEWS

1 hour ago

OL : Lopes coûte trop cher, Nantes fait demi-tour

1 hour ago

Tornades dévastatrices aux États-Unis: 14 morts dans le sud du pays

1 hour ago

Gaël Monfils : voici le montant impressionnant de la fortune du tennisman français

1 hour ago

OM : McCourt arrive mardi à Marseille, ça va secouer !

1 hour ago

Alexander Zverev après sa victoire contre Rafael Nadal à Roland-Garros : « Je vais commencer un tournoi différent »

1 hour ago

Trois signes prometteurs qui montrent que votre relation est faite pour durer

1 hour ago

Madrid : Kylian Mbappé a racheté l’ancienne maison de Gareth Bale dans un quartier ultra-sécurisé

2 hrs ago

Voitures électriques : Evergrande NEV s'envole à la Bourse de Hong Kong après l'annonce de son possible rachat

2 hrs ago

Macron dans l'est de l'Allemagne à la rencontre de la jeunesse européenne

2 hrs ago

Européennes: ce que disent les sondages pour les principaux candidats depuis janvier

2 hrs ago

Le corbeau est l'unique animal autre que l'homme capable de compter à haute voix

2 hrs ago

Demain nous appartient en avance : "Grégory a tué quelqu'un !" Soraya a un terrible flashback de son agression ! Le résumé de l'épisode 1695 du mardi 28 mai 2024

2 hrs ago

“Elle m’a mordu la langue” : Bernard Montiel raconte sa scène de baiser avec Adeline Blondieau sur le tournage de “Sous le soleil” (VIDEO)

2 hrs ago

Tour de France. Après le Giro, Julian Alaphilippe pourrait finalement participer à la Grande Boucle

2 hrs ago

Au Brésil, TotalEnergies lance l’extension de deux champs pétroliers

2 hrs ago

Barça : Xavi voulait la tête de Lewandowski

2 hrs ago

Vente OM : L'Arabie Saoudite confirmée par un spécialiste !

2 hrs ago

Adèle Exarchopoulos et François Civil, plus complices que jamais sur le tapis rouge du Festival de Cannes

2 hrs ago

« Il y a de grandes chances que je ne revienne pas » : Nadal pourrait ne plus jouer le tournoi de Roland-Garros

2 hrs ago

Voici la meilleure heure pour manger une banane le soir et faire baisser sa tension artérielle

2 hrs ago

Avenir des barrages hydroélectriques en suspens : "On doit trouver une solution d'ici l'automne"

2 hrs ago

Bellingham envoie un message fort à Mbappé

2 hrs ago

Mercato : PSG, la piste Bernardo Silva tranchée !

2 hrs ago

Barça : retour à l’envoyeur pour ce flop à 3 M€ !

2 hrs ago

Des migrants béninois rentrent au pays ce mardi

2 hrs ago

Des aliens présents sur Terre ? Elon Musk donne franchement son avis

2 hrs ago

La Pologne a dévoilé un plan d'envergure visant à renforcer la sécurité de ses frontières

2 hrs ago

Extrême droite, défense européenne, préférence commerciale… Ce qu’il faut retenir du discours de Macron à Dresde

2 hrs ago

La Corée du Nord annonce l’échec d’un lancement de satellite, des « fragments » retrouvés en mer

2 hrs ago

Mercato FC Nantes : Montassar Talbi vers le FCN !

2 hrs ago

Violences avant OL-PSG: le gros coup de gueule de Dugarry contre l'inaction des clubs envers leurs supporters

2 hrs ago

La politique de la BCE doit rester restrictive jusqu'en 2025 selon l'économiste en chef de la Banque centrale

2 hrs ago

Gabon: la nouvelle compagnie aérienne nationale devrait lancer ses premiers vols commerciaux en juin

2 hrs ago

PSG, OM, Manchester United... toutes les informations foot de ce lundi 27 mai

2 hrs ago

RUGBY. ''Il n'y a pas d'égo mal placé'' : Thomas Ramos, frustré oui, mais décisif aussi

2 hrs ago

L’épave d’un sous-marin américain de la Seconde Guerre mondiale retrouvée

2 hrs ago

Des dizaines de camions s'encastrent dans un pont, scènes insolites à cause d'une déviation

2 hrs ago

Après une “panne”, une semaine supplémentaire pour la déclaration d’impôts dans certains départements

2 hrs ago

Succession : comment décider d'un partage amiable des biens avec les autres héritiers

2 hrs ago

Bart De Wever et Paul Magnette: meilleurs ennemis? (décryptage)