Foto viral não mostra doações “reembaladas” com o logo do governo federal em Canoas

Em 10 de maio de 2024, um estudante publicou uma foto de alimentos entregues pelo governo federal em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Horas depois, publicações compartilhadas mais de 15,6 mil vezes nas redes sociais alegavam que os alimentos vistos na imagem seriam doações da sociedade civil, das quais a Prefeitura da cidade de Canoas teria se apropriado e colocado o logo do governo federal. Isso é falso: além de não ter sido feito em Canoas, o registro mostra alimentos adquiridos pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS).

“PREFEITO DE CANOAS ( PT ), editou  DECRETO DE APROPRIAÇÃO DE DONATIVOS e ESTÁ REEMBALANDO COM selo DO GOVERNO FEDERAL”, diz uma das publicações compartilhadas no X. O conteúdo circula também no Kwai, no TikTok, no Facebook e no Instagram.

Citado nas publicações, o prefeito da cidade de Canoas, Jairo Jorge, é atualmente filiado ao PSD, e não ao PT.

foto viral não mostra doações “reembaladas” com o logo do governo federal em canoas

Captura de tela feita em 14 de maio de 2024 de uma publicação no X

As publicações circulam no contexto da devastação causada no Rio Grande do Sul, que enfrenta enchentes e inundações desde o final de abril, com mais de 140 mortos e 2,1 milhões de pessoas afetadas, segundo dados da Defesa Civil.

As mensagens são acompanhadas por uma imagem de um pacote de alimentos, incluindo arroz e açúcar. Por cima da embalagem, há o logotipo do governo federal e o nome do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome.

Uma busca reversa no Google por essa imagem, porém, levou a uma publicação feita pela Secretaria de Comunicação Social (Secom) no X, em 11 de maio. Junto à foto, a Secretaria detalhou que cestas de alimentos estão chegando ao Rio Grande do Sul, sendo destinadas a cozinhas emergenciais que atendem aqueles que foram afetados pelas enchentes.

“Nesta primeira etapa, serão 52 mil cestas destinadas ao RS, mas o @mdsgovbr [usuário do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome no X] está providenciando a aquisição de mais 45 mil unidades”, continua a mensagem publicada pela Secom.

Na publicação, o órgão também acrescentou que a logística dessa distribuição está sendo feita pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Procurada pelo AFP Checamos, a Secom afirmou que a foto dos alimentos com o logo do governo federal foi tirada pelo estudante Carlos Vieira, que a compartilhou em 10 de maio no X.

Em sua publicação, Vieira afirma que o registro foi feito no Coletivo Preta Velha, na região Vila Cruzeiro, em Porto Alegre — e não em Canoas. O coletivo, que hoje funciona na sede da antiga escola Alberto Bins, fica localizado a mais de 60 quilômetros do município de Canoas.

Em 13 de maio, Vieira fez uma nova publicação no X, dessa vez compartilhando os metadados da fotografia viral, que mostram que o registro, de fato, foi feito em Porto Alegre:

Em 14 de maio, o AFP Checamos entrou em contato com o Coletivo Preta Velha, que assegurou que as cestas básicas da fotografia vieram diretamente da Conab. O presidente da companhia de distribuição, Edegar Pretto, esteve presente no momento da chegada dos alimentos, como também foi ressaltado pelo coletivo à AFP.

Alimentos distribuídos não são doações de pessoas físicas

Tanto a Secom quanto o MDS explicaram ao AFP Checamos que os alimentos vistos na fotografia não são provenientes de doações da sociedade civil. Os itens, segundo as pastas, são comprados com recursos do ministério, ou seja, da administração federal:

“Os alimentos distribuídos pela Conab/MDS para as Cozinhas Emergenciais (e para as Prefeituras dos municípios atingidos pela enchente no Rio Grande do Sul) são adquiridos pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) (...). Para tanto, o Ministério aplica recursos para aquisição dos alimentos de empresa devidamente contratada via Ata de Registro de Preços.”

O MDS afirmou que, até o momento, os recursos aplicados na aquisição dos alimentos para atender à situação no Rio Grande do Sul somam R$ 8,4 milhões, que representaram a aquisição de 52 mil cestas.

Cada uma destas cestas é composta por dez itens: arroz, feijão, leite em pó integral instantâneo, óleo de soja, farinha de trigo ou farinha de mandioca, macarrão espaguete comum, fubá de milho, açúcar cristal, sardinha em óleo comestível e sal refinado e iodado.

Em 13 de maio, o ministério também publicou um texto negando a alegação de que doações da sociedade civil estariam sendo reembaladas com o logo do governo federal.

Decretos da Prefeitura de Canoas

As publicações virais também citam um suposto decreto da Prefeitura de Canoas, que teria sido o responsável por “confiscar” as doações da sociedade civil.

Uma pesquisa pelas palavras-chave “decretos Prefeitura Canoas” levou a um texto publicado em 11 de maio no site oficial da prefeitura, intitulado: “Prefeitura detalha Decreto de Requisição Administrativa”.

O comunicado explica que, em 2 de maio de 2024, a Prefeitura editou o Decreto de Requisição Administrativa nº 174, “para a aquisição de cestas básicas, materiais de limpeza, higiene pessoal, ração, colchões, cobertores, entre outros itens básicos para este momento que a cidade atravessa”.

Ainda segundo o texto, a requisição administrativa seria uma maneira de acelerar a compra dos produtos citados para atender a população de maneira mais imediata, já que processos licitatórios emergenciais podem levar de 4 a 7 dias úteis.

A requisição administrativa é um tipo de intervenção do Estado sobre bens particulares que ocorre em casos de perigo público iminente. Nessas situações, o Estado pode utilizar um bem privado em nome do bem-estar coletivo. Caso exista dano ou perda desse bem, o proprietário deverá ser indenizado pelo poder público, conforme previsto no inciso XXV do artigo 5º da Constituição Federal.

No caso da Prefeitura de Canoas, o Decreto nº 174 estabeleceu a requisição administrativa de itens básicos listados, e o artigo 4º do decreto especifica que esses itens terão seus valores reembolsados pelo município. A medida, portanto, é diferente de um confisco de bens.

Em 11 de maio, a Prefeitura de Canoas publicou o Decreto nº 185, que acrescenta um parágrafo único ao decreto anterior, deixando claro que a requisição administrativa não pode ser aplicada a doações vindas de pessoas físicas ou entidades privadas.

A requisição administrativa somente pode ser usada “para aquisições céleres e emergenciais de mercadorias de empresas privadas, com a devida indenização”, explica o novo decreto.

O Checamos não encontrou nenhum outro decreto em vigor da Prefeitura de Canoas, desde que foi anunciado estado de calamidade no município devido às enchentes, que disponha sobre confisco de bens particulares ou doações.

O AFP Checamos já publicou diversas verificações sobre alegações falsas envolvendo a situação no Rio Grande do Sul (1, 2, 3).

Referências

OTHER NEWS

38 minutes ago

4º, Norris celebra “ritmo forte” e “resultado incrível” para McLaren em Mônaco

38 minutes ago

Vasco observa jogadores e estuda reforços para a janela de julho; veja um dos possíveis nomes!

45 minutes ago

Milhares exigem demissão do primeiro-ministro da Arménia por ceder aldeias da fronteira ao Azerbaijão

45 minutes ago

Aeronave que sofreu grave incidente de turbulência retorna a Cingapura

47 minutes ago

Hugo Calderano conquista título do WTT Contender Rio

50 minutes ago

Filha de Dennis DJ expõe suposto afastamento entre Beatriz e Alane em evento

50 minutes ago

Le Sénat de Californie adopte une loi exigeant que les nouvelles voitures émettent des alertes sonores en cas de dépassement des limites de vitesse

50 minutes ago

Marko fica incompreendido após o acidente de Pérez e menciona orçamento

50 minutes ago

Café: descubra os benefícios da bebida e os melhores do mercado para fazer receitas

50 minutes ago

Anitta desabafa sobre nota de repúdio ao show de Madonna: - A galera está com um tempo

50 minutes ago

Sunak promete repor serviço militar obrigatório a dois meses das eleições no Reino Unido

50 minutes ago

César Tralli assume ‘Jornal Nacional’ ao lado de Ana Luiza Guimarães

58 minutes ago

Antecipação do PIS/PASEP 2025: entenda que pode acontecer

58 minutes ago

Últimas notícias e rumores do mercado de transferências: Kimmich, Alcântara e mais

58 minutes ago

Ovarense-FC Porto interrompido após confusão entre adeptos e jogadores

58 minutes ago

Ventura espera que Costa não tenha sido ouvido por "pressão desajustada"

58 minutes ago

Cristina Ferreira mostra passeio matinal com João Monteiro em Paris

58 minutes ago

Macron alerta contra fascínio pelo autoritarismo na Europa

58 minutes ago

Atlético-MG x Caracas: onde assistir, escalações e palpite

58 minutes ago

Cigarro pode ser taxado em 250% e cerveja em 46%, estima banco

58 minutes ago

João Paulo, do Santos, tem lesão confirmada e passará por cirurgia

58 minutes ago

Leclerc vence GP de Mônaco e quebra 'maldição' em casa; Verstappen é 6º

59 minutes ago

Este garoto levantou US$ 85 milhões para criar bomba de hidrogênio

59 minutes ago

Ciclone Remal toca o solo em Bangladesh; quase 1 milhão de pessoas em abrigos

59 minutes ago

Defesa Civil do RS contabiliza 200 toneladas de alimentos doados

1 hour ago

Saque FGTS 2024 tem novas regras; entenda

1 hour ago

Calendário do PIS/PASEP é atualizado para 2024

1 hour ago

Casa EV: Um Exemplo de Inovação e Sustentabilidade por Paulo Stocco

1 hour ago

Presidente anuncia Conselho Superior de Defesa sobre estatuto dos militares

1 hour ago

STF prorroga validade de cotas no serviço público enquanto Congresso analisa nova lei

1 hour ago

Senado retoma discussão de PEC que pode privatizar áreas da União no litoral

1 hour ago

Leverkusen é recebido com festa após títulos da Bundesliga e Copa da Alemanha

1 hour ago

Aikuisviihteen tähti Belle Delphine saa maksun kylpyveden myynnistä vuosien oikeustaistelun jälkeen

1 hour ago

Formado no São Paulo, Lyanco está na mira do Vasco e pode retornar ao Brasil

1 hour ago

Conceição «feliz» pelo Francisco, mas também pelo Pepe e Diogo Costa

1 hour ago

Eleições na Madeira registaram afluência às urnas de 20,22% até ao meio-dia

1 hour ago

Stjernen inden for voksenindhold, Belle Delphine, modtager betaling for salget af badevand efter års retslig kamp

1 hour ago

Antes de deixar o Palmeiras, Endrick prepara presente especial para funcionários do clube

1 hour ago

Se tem de abastecer, veja aqui o que acontecerá ao preço dos combustíveis

1 hour ago

R$ 166 milhões: Milan toma decisão sobre contratação de Ayrton Lucas e descarta lateral do Flamengo

Kênh khám phá trải nghiệm của giới trẻ, thế giới du lịch