Vídeo engana ao atribuir motivos ocultos à proibição de sobrevoo de drones civis em áreas de resgate

Quer se manter informado, ter acesso a mais de 60 colunistas e reportagens exclusivas?Assine o Estadão aqui!

O que estão compartilhando: que drones de civis estão proibidos de sobrevoar as áreas atingidas pelas enchentes no Rio Grande do Sul para ocultar cadáveres boiando e omitir mortes.

O Estadão Verifica investigou e concluiu que: é enganoso. É fato que drones de civis estão proibidos de sobrevoar áreas de resgate, mas não há motivo oculto por trás da decisão. A medida, de acordo com o governo do Rio Grande do Sul, foi adotada para garantir a segurança das aeronaves que operam nos salvamentos. Diferentemente do que o vídeo dá a entender, existem muitas imagens aéreas das áreas atingidas publicadas pela imprensa e por equipes que atuam nos resgates. Atualmente, há 149 mortes confirmadas em decorrência da tragédia climática no Sul.

vídeo engana ao atribuir motivos ocultos à proibição de sobrevoo de drones civis em áreas de resgate

Vídeo engana ao atribuir motivos ocultos à proibição de sobrevoo de drones civis em áreas de resgate Foto: Reprodução/Instagram

Saiba mais: em um vídeo que circula nas redes sociais, uma mulher reclama sobre a determinação que proíbe drones civis de sobrevoarem áreas atingidas pelas enchentes no Rio Grande do Sul. De acordo com a responsável pela gravação, a medida teria sido adotada para ocultar corpos boiando e para omitir o número de mortes.

Na verdade, o governo do Estado informou que os drones civis levantados para capturar imagens das áreas atingidas comprometem a segurança de voos das aeronaves que atuam no socorro às vítimas do desastre ambiental. A ação pode expor equipes de resgate e pessoas que aguardam resgate.

“[Pedimos] que as pessoas não subam drones nos municípios afetados, porque isso está prejudicando a questão da segurança de voo das aeronaves que estão prestando socorro”, afirmou a chefe de Comunicação da Defesa Civil do Estado, tenente Sabrina Ribas.

Ao contrário do que a gravação sugere, existem, sim, diversas imagens aéreas que mostram o impacto das regiões alagadas. Esses registros foram publicados pela imprensa, instituições oficiais e por órgãos que atuam nos resgate. Veja abaixo alguns exemplos.

vídeo engana ao atribuir motivos ocultos à proibição de sobrevoo de drones civis em áreas de resgate

Militares do Exército realizam operação na grande Porto Alegre para levar mantimentos a pessoas desabrigadas Foto: WILTON JUNIOR/Estadão

O vídeo viral reforça os boatos de que existiriam centenas, ou até mesmo milhares, de corpos boiando nas águas das enchentes. Um dos comentários alega que o número de mortes no Estado já passa de 50 mil. O Estadão Verifica mostrou em checagens anteriores que uma foto de um corpo flutuando é antiga e não tem ligação com as chuvas no Sul, e que uma imagem que mostraria centenas de corpos no RS após água baixar é falsa, com características de inteligência artificial (IA).

Leia também

    Vale ressaltar que profissionais da Defesa Civil, dos bombeiros, das forças de segurança pública e das Forças Armadas participam diariamente do resgate e do suporte às vítimas da tragédia ambiental, além de um número expressivo de voluntários. Os locais atingidos são percorridos por barcos, lanchas, botes, jet skis, helicópteros e aviões. Portanto, não há base factual para afirmar que há centenas de corpos sendo escondidos. O último balanço da Defesa Civil, divulgado no início da noite desta terça-feira, 14, registrou 149 mortes e 112 pessoas desaparecidas.

    Como lidar com postagens do tipo: por se tratar de um assunto em evidência, o desastre ambiental no Rio Grande do Sul vem sendo alvo de desinformação nas redes sociais. Busque se informar em fontes seguras e confiáveis. Se receber algum conteúdo suspeito sobre a situação no Estado, envie para o WhatsApp do Estadão Verifica pelo número (11) 97683-7490.

    Este boato foi checado por aparecer entre os principais conteúdos suspeitos que circulam no Facebook. O Estadão Verifica tem acesso a uma lista de postagens potencialmente falsas e a dados sobre sua viralização em razão de uma parceria com a rede social. Quando nossas verificações constatam que uma informação é enganosa, o Facebook reduz o alcance de sua circulação. Usuários da rede social e administradores de páginas recebem notificações se tiverem publicado ou compartilhado postagens marcadas como falsas. Um aviso também é enviado a quem quiser postar um conteúdo que tiver sido sinalizado como inverídico anteriormente.

    Um pré-requisito para participar da parceria com o Facebook é obter certificação da International Fact Checking Network (IFCN), o que, no caso do Estadão Verifica, ocorreu em janeiro de 2019. A associação internacional de verificadores de fatos exige das entidades certificadas que assinem um código de princípios e assumam compromissos em cinco áreas: apartidarismo e imparcialidade; transparência das fontes; transparência do financiamento e organização; transparência da metodologia; e política de correções aberta e honesta. O comprometimento com essas práticas promove mais equilíbrio e precisão no trabalho.

    OTHER NEWS

    1 hour ago

    Avareza é o 'nome do meio' destes três signos. Espreite a lista

    1 hour ago

    Schattige video: Aapjes raken bijna in een gewelddadige strijd om flesje

    1 hour ago

    Ivan Moré faz análise e indica desfecho de Gabigol fora do Flamengo: "A gente sabe"

    1 hour ago

    Fan vira berømt for dans under sit holds sejr

    2 hrs ago

    Amelia Earhart atravessou Atlântico sozinha (e fez história) há 92 anos

    2 hrs ago

    As Causas. Racismo, imigração e 'maniqueísmo'

    2 hrs ago

    Xabi Alonso: «Referência? Também aprendo com os jogadores»

    2 hrs ago

    Marcha do Bairro Alto presta homenagem arrepiante a Luís Aleluia: "Para sempre, um de nós"

    2 hrs ago

    Video carino: Scimmie coinvolte in una disputa quasi violenta per la bottiglia

    2 hrs ago

    Ucrânia propõe que potências ocidentais derrubem os mísseis russos de seus territórios

    2 hrs ago

    Lula ouve vaias e aplausos em marcha de prefeitos e reforça ações do governo para aplacar cobranças

    2 hrs ago

    Já encontrou a novidade na versão Web do Google Drive?

    2 hrs ago

    Brasil vai mal na reestreia de Bernardinho e perde para Cuba pela Liga das Nações de Vôlei

    2 hrs ago

    UE vetará gás russo via Ucrânia a partir de 2025, diz porta-voz

    2 hrs ago

    Seu gato vive se escondendo? Entenda os motivos por trás disso

    2 hrs ago

    Von der Leyen debateu com rivais sobre orçamento da UE e comércio com China

    2 hrs ago

    Lançamentos de perfumes: as melhores opções para dia e noite

    2 hrs ago

    5 dúvidas comuns de iniciantes na meditação

    2 hrs ago

    Rede Globo quer Eliana à frente de novo formato do Vídeo Show, afirma coluna

    2 hrs ago

    Google, Microsoft, OpenAI e outras gigantes prometem 'botão de destruição' para pausar IA

    2 hrs ago

    Neuer Bentley Continental GT 2025 vereint Luxus und Hybridkraft

    2 hrs ago

    Lucro líquido da XP cresce 29%, para R$1,03 bi no 1º tri

    2 hrs ago

    Benfica revela data de início da pré-época e adversário na Eusébio Cup

    2 hrs ago

    カミラ・カベロが下着なしの挑発的な撮影を行い、ファンを興奮させる

    2 hrs ago

    Uma criança entra por um restaurante adentro e pede "ajuda, ajuda, a minha mãe está morta" - história de um caso raro até para a polícia

    2 hrs ago

    "Cristiano Ronaldo é a pessoa mais influente que já tive no futebol"

    2 hrs ago

    Biden e Trump vencem primárias dos Estados Unidos em Kentucky

    2 hrs ago

    Polizia sequestra auto Fiat per abuso della bandiera italiana

    2 hrs ago

    Pérolas do Streaming: o melhor do Netflix, do YouTube e da Amazon em maio

    2 hrs ago

    Responsabilidade Futebol Clube

    3 hrs ago

    Az erőteljes motorhanggal lenyűgöző klasszikus Ferrari F355 videója

    3 hrs ago

    Video av den klassiska Ferrari F355 imponerar med kraftfullt motordån

    3 hrs ago

    Poliisi takavarikoi Fiat-autoja väärinkäytösten vuoksi Italian lipun kanssa

    3 hrs ago

    Mãe viraliza tocando clássicos do rock com instrumentos musicais infantis

    3 hrs ago

    Iniciativa Liberal apoia proposta de Aguiar Branco de ouvir antigos presidentes do TC

    3 hrs ago

    ‘Chegamos aqui de forma positiva;nas duas últimas corridas conseguimos fazer progressos’ – Joan Mir

    3 hrs ago

    Os três vestidos mais versáteis para o verão acabam de chegar à Primark

    3 hrs ago

    Ivete Sangalo é processada por foliã, após ela ser “esmagada” em bloco da cantora em Salvador

    3 hrs ago

    Leandra Leal lembra crise com corpo e diz que fez 'dietas mirabolantes e exercícios loucos'

    3 hrs ago

    Hungria critica fim de procedimento do "Estado de direito" à Polónia

    Kênh khám phá trải nghiệm của giới trẻ, thế giới du lịch